Archive for the ‘Market research’ Category

Robert Gray publica um interessante artigo na Marketing Research Bulletin, acerca das novas tendências de market research qualitativo na utilização das ferramentas da Web2.0 como focus groups. Um tema que já aqui fui abordando ao longo do tempo.

Recomenda-se portanto a leitura do mesmo que passará a fazer parte da secção de Clipping do lado direito.

Anúncios

A Procter&Gamble resolveu criar uma Social Network para mulheres com o intuito de compreender melhor os seus potenciais e actuais clientes. O objectivo do Capessa é o de permitir que as participantes partilhem experiências umas com as outras sobre qualquer tipo de assunto, desde produtos a experiências de maternidade, de problemas profissionais a questões de saúde. O objectivo da empresa não é o de “empurrar” os seus produtos através do suporte online – embora se tal suceder não me parece que ficarão transtornados – mas sim o de dispôr de uma ferramente intensiva e completa de análise qualitativa dos clientes, dos seus objectivos e das suas metas pessoais.

Já aqui falei das oportunidades que a Web2.0 traz às empresas para compreender os seus clientes através das comunidades virtuais, utilizando-as como focus groups online. Uma vez mais a P&G vai demonstrando que muito do seu sucesso se baseia da capacidade de perceber aquilo que os consumidores pretendem, e que para isso é necessário estar disposto a ouvi-los.

Tags: Marketing technorati_logo sapotags_logo destakes_logo favoritos_logo delicious_logo wordpress_logo

Um estudo da Universidade de Munique revelou que o branding continua a ser fundamental, já que o cérebro responde de forma mais rápida a estímulos (ex. logos) de marcas populares comparativamente a estímulos de marcas menos conhecidas. Na verdade este estudo só vem dar uma “validação neuronal” a um facto há muito adquirido da Psicologia Social a respeito da acessibilidade das atitudes das pessoas perante objectos sociais (que podem ser marcas, pessoas, conceitos, etc.).

A hipótese da mera exposição advoga que quanto mais vezes formos expostos a um estímulo, mais tendemos a gostar deste (existe obviamente um limiar a partir do qual a exposição pode ter o efeito contrário) e mais fortes e acessíveis se tornam as nossas atitudes perante esse estímulo. Aquilo que este estudo vem demonstrar é que as atitudes perante marcas populares são mais acessíveis, logo mais fácil e rapidamente activadas do ponto de vista neuronal.

Aquilo que ainda não é capaz de fazer é definir qual a polaridade (positiva vs negativa) da atitude, o que é uma limitação importante na medida em que, por muito interessante e útil seja saber que uma dada marca se encontra saliente e desperta atitudes fortes nas pessoas, essa é uma informação “coxa” já que não nos permite saber se a atitude despertada é boa ou má o que por si impede actuar sobre a situação.

Os métodos de análise que recorrem a índices fisiológicos – como a electroencefolagrafia, a electromiografia, ou a resposta galvânica da pele – têm a si associados maiores índices de fiabilidade, mas continuam a ser demasiado dispendiosos e a fornecer apenas parte da informação necessária. Em termos de eficiência ainda estão demasiado longe para se tornarem uma prática comum!

Tags: Market Research technorati_logo sapotags_logo marcantes_logo destakes_logo favoritos_logo delicious_logo wordpress_logo

Um estudo realizado pela Ipsos MORI para a empresa de relações públicas Hotwire apresenta dados da crescente influência dos blogs sobre os consumidores europeus. De facto, 34% dos inquiridos afirmou não ter comprado um determinado produto após ler comentários negativos sobre o mesmo num blog.

Um outro dado interessante prende-se com a constatação de que os blogs assumira o segundo posto em termos de fonte de informação mais fiável (24%) atrás da imprensa tradicional (30%).  Já 52% dos inquiridos admitiu ser mais provável comprarem um determinado produto após lerem críticas positivas ao mesmo num blog.

Nota: de acordo com os meus cálculos a margem de erro do estudo é de 2,08%

Tag: Blogs technorati_logo sapotags_logo marcantes_logo destakes_logo favoritos_logo delicious_logo wordpress_logo

O spot publicitário da Dove denominado “Evolution”, e que se encontra inserido na Real Beauty Campaign da marca, tem tido um sucesso enorme em termos virais facto que pode ser constatado pelo gráfico abaixo:

dove_evolution

Existe obviamente algum ruído nas pesquisas, mas pode-se assumir que o valor real de buzz em torno do spot se situa numa posição intermédia entre as duas linhas apresentadas.

Existem no Google Video pelo menos 4 entradas para este spot que somam no seu total 75,665 visitas; enquanto que no Youtube encontramos cerca de 40 entradas com um total de 2,259,987 visitas. O Metacafe tem apenas uma entrada para o visitas, mas que soma 304,448 visitas.

Sem dúvida um caso de sucesso em termos de marketing viral.

Tag: Blogs technorati_logo sapotags_logo marcantes_logo destakes_logo favoritos_logo delicious_logo wordpress_logo

No seu blog da Hitwise, Heather Hopkins revela uma interessante análise acerca da importância que o Youtube vai alcançando nas campanhas políticas americanas. A ler

Tags: Web 2.0 technorati_logo sapotags_logo marcantes_logo destakes_logo favoritos_logo delicious_logo wordpress_logo

Embora com um atraso de quase um mês – devido a afazeres pessoais e profissionais – lanço a minha segunda incursão ao mundo dos rankings blogosféricos. Relativamente ao mês de Agosto realço o aumento do número de blogs inseridos no ranking para 139 (mas muitos mais ficam obviamente por analisar) e a introdução de uma nova estatística: o número de links contados pelo Alexa.

O mês de Setembro foi também marcado pela migração de alguns blogs para outras plataformas, sobretudo desde o weblog.com.pt, que levou a que alguns perdessem posições e outros não fossem incluídos neste relatório.

Fica aqui a lista dos 20 mais com o relatório final disponível para download:

1. Blasfémias

2. Abrupto

3. Hi5Porcas

4. O Insurgente

5. Causa Nossa

Continuar a ler »