Archive for the ‘Advertising’ Category

Latas Poluidoras

Mais um trabalho premiado dos espanhóis Contrapunto, desta feita com um Leão de Prata, com este trabalho para a WWF que procura chamar a atenção para as descargas ilegais que vão poluindo a água que todos consumimos.

wwf_cans1

wwf_cans2

Agência: Contrapunto, Espanha

Via: Twenty Four

Anúncios

Vencedor de um Leão de Bronze em Cannes!

smart1

smart2

Agência: Contrapunto, Espanha

Via: Twenty Four

Esta “guerrilha” – não se trata de uma verdadeira guerrilha mas o método é similar – da Nike procurou levar as emoções de um estádio cheio aos compradores do seu calçado desportivo, colocando um estádio dentro das suas caixas onde eram incluídos chips sonoros com as emoções “reais” de um estádio em dia de clássico.

nike_estadio

Agência: Publicis, Singapura

Via: I believe in adv

Dar Custo Pouco

Uma campanha que tenta fazer ver o quão fácil é ajudar quem mais necessita em troco de alguns bens fúteis que tomamos como garantidos no nosso dia-a-dia. Vencedor de um Leão em Cannes!

cor1

cor2

cor3

cor4

Agência: Saatchy & Saatchy, Holanda

Via: Twenty Four

Saldos

Gosto desta campanha! Quer pelo aspecto visual da mesma, quer pelo bom humor!

saldos1

saldos2

saldos3

Copy: Planet Girls Sales. Defend What Is Yours.

Agência: Bárbara Comunicação, Brasil

Via: Twenty Four

Lá que as semelhanças existem não dá para duvidar!

nike_t90

sin_city

Ao ver algumas campanhas publicitárias que por aí vão surgindo tenho a sensação que muitos profissionais vivem num mundo fechado não se dando conta da realidade que se vai vivendo cá fora. Uma ideia pode ser excelente quando avaliada de um ponto de vista neutro, mas para se tornar num anúncio há que avaliá-la na perspectiva da sociedade. As normas sociais regem o comportamento dos seres humanos e atacá-las nem sempre é uma boa opção por parte de uma marca.

Não quero com isto dizer que toda a publicidade deva ser socialmente correcta. Normalmente a melhor é aquela que desafia os convencionalismos. Mas esse tipo de publicidade resulta em marcas e produtos cuja identidade seja a de ir contra o status quo e não para quem se move num mercado que não provoca divisões sociais.

Vem isto a propósito da campanha para linha de iogurtes Fit Light, onde se aconselha as mulheres de que os gostos dos homens não mudam e que portanto têm que emagrecer. Lançar este tipo de publicidade numa altura em que se vai gerando um movimento anti-estereótipo de beleza feminina centrada no ideal de top model, vindo de um país onde recentemente se registaram mortes mediáticas devido à anorexia foi tudo menos prudente tendo em conta a reputação da marca. O buzz em torno da campanha tem sido muito, infelizmente não do tipo que qualquer director de marketing gosta de ouvir. Para a próxima convém avaliar se vale a pena assumir uma postura agressiva sobre um tema que tem gerado controvérsia e cujas simpatias sociais se encontram no oposto das que pretendemos defender.

Ficam abaixo os anúncios:

fit1

fit2

fit3

Copy: Esqueça. O gosto dos homens nunca vai mudar.

Agência: Salle Chemistry, Brasil

Via: Twenty Four