Anatomia de um Flog I

Já passou uma semana desde que o “Segredo Vodafone” deixou oficialmente de o ser, mas como não tive oportunidade por questões temporais de fazer a crítica que havia prometido mais cedo optei pelo lema “mais vale tarde do que nunca” e vou hoje deixar algumas reflexões à dita campanha.

A evidência de que a iniciativa falhou está expressa na sua duração (1 semana) e à forma abrupta como terminou; relembre-se (porque entretanto os posts foram todos apagados do blog) que quando a Vodafone resolveu desmascarar a iniciativa, o suposto ladrão não tinha tido tempo para apresentar convenientemente o Vodafone Web Phone que era afinal o objectivo principal da campanha. Mais do que número de visitas ou page views do blog e dos seus respectivos vídeos, este simples facto atesta que a campanha falhou porque não foi capaz de se sustentar a si mesma, acabando a marca por optar terminá-la do que arriscar prejudicar-se.

A campanha falhou, na minha opinião, sobretudo porque não foi honesta! A Brandia devia ter-se dado ao trabalho de estudar melhor os casos internacionais de flogs antes de se lançar nesta aventura: facilmente teria percebido que tentar enganar bloggers e leitores de blogs é não só difícil (mas não de todo impossível) como tem sempre resultados negativos. A Wall Mart e a Sony aprenderam isso a seu próprio custo; a Vodafone tinha estes exemplos a indicar qual o caminho que não deveria seguir, mas mesmo assim optou por segui-lo.

A juntar (se calhar a expressão certa seria a “multiplicar) a esta falta de honestidade está obviamente o péssimo enredo criado! Considero incrível que as evidentes falhas na “história” tenham passado despercebidas aos seus autores! Entrada fácil no edifício, cd deixado ali à mão de semear com a palavra “Beta” a ressaltar, o facto do único que escapa aos guardas ser precisamente a pessoa que leva a câmara e o cd, linguagem no blog excessivamente falsa, um pseudo-blogger que não sabe fazer um embed de vídeos mas sabe editar links… enfim, uma mistura de erros que desde logo denunciaram tratar-se de um flog! Ninguém gosta de ser enganado, mas se querem tentar pelo menos façam-no com qualidade!

Os próprios comentários que foram surgindo no blog deixaram muito a desejar na perspectiva de sucesso da campanha. A discussão em torno do produto a promover foi um assunto lateral, já que a maioria daqueles que resolveram comentar fizeram-no com o propósito de comentar a campanha ou em termos de promoção de blogs pessoais. A elevada quantidade de comentário anónimos foi um outro motivo que descredibilizou o blog, bem como o facto de alguns comentários assinados surgirem de blogs com um tempo de vida similar ao do “Segredo Vodafone”. Não quero afirmar, porque não tenho dados certos quanto a isso, que parte destes comentários foram forjados; mas a dúvida instalou-se e isso acaba por se reflectir negativamente nas percepções acerca do blog.

Ainda relativamente aos comentários, seria bom relembrar a quem esteve por detrás do flogs que o suposto é que as caixas de comentários sirvam para estabelecer diálogo entre leitores e bloggers; foi por isso que me ri quando li o último post colocado no blog em que se agradecia a participação de todos aqueles que comentaram por terem contribuído para uma experiência de comunicação inovadora. Para além da experiência de inovadora ter muito pouco (a menos que procuremos usá-la como case study acerca do que não fazer em corporate blogging), a comunicação estabelecida não me parece ter sido nada de louvar, antes pelo contrário. Certamente que a campanha teria como objectivo publicitar o produto e aproveitar os comentários para avaliar a receptividade do mercado; como não houve apresentação do produto, não houve discussão acerca do mesmo perdendo-se essa oportunidade.

Num próximo post continuarei estas reflexões.

Tag: Blogs technorati_logo sapotags_logo marcantes_logo destakes_logo favoritos_logo delicious_logo wordpress_logo


  1. A.R.

    Olá a todos!

    Sei k tou um pouco fora de tempo, mas andei a fazer umas peskisas e deparei-me com esta polémica Vodafone. N sou assidua de blogs, apesar de ter constatado k tenho de passar por cá mais vezes, é sempre bom ter locais de discussão de temas k nos interessam e vou tentar encontrar mais tempo p o fazer a partir de agora.

    Sb o caso Vodafone, deixo a minha opinião, sem kerer ir contra a vossa, é claro, mas deixando uma outra perspectiva sb este tema p k pensem no assunto.

    Vejam, antes de mais.. estamos a falar de grandes marcas e de grandes agências e é ingénuo pensar k estes resultados e reacções n sejam previstos por parte das mesmas.

    A verdade é k esta acção lançou o burburinho, mm k negativamente, através de um meio de grande impacto e a custo 0. A verdade tb é k duvido k a Vodafone esperasse k as pessoas acreditassem nesta história (pelo menos as mais atentas e mais desconfiadas).. é claro k eles sabiam td isso, mas mm assim axaram k valia a pena, visto k a intenção era apenas uma: o público falar (mal ou bem) da marca e saberem k vem aí um novo produto. Qual? N interessa.. pois tem mais impacto assim, sem revelarem logo td.. a verdade é k surtiu efeito e tds nós estamos curiosos p saber qd ele sai à rua. É simplesmente um “teaser” p a comunidade dos blogs a um novo produto k aí vem.

    Vejo isto cm uma “nova” abordagem através de um meio k começa a ser testado pelas marcas. Vejo o filme cm um anúncio caseiro.. uma curta-metragem das marcas k tem cm tema um determinado produto. Sem investimento, com um forte impacto no meio web e aproveitando mt bem o fenómeno word-of-mouth (o “meio” mais eficiente de tds), este é um novo formato k vai começar a ser explorado pelas agências de comunicação das grandes marcas.

    N acreditem k a Vodafone está preocupada com estas reacções, tds elas foram com certeza previstas.. acredito sim k eles kiseram fazer uma acção experimental p verem de k forma podem começar a usar esta “nova” forma de publicidade.

    Eles devem ter-se divertido imenso a fazer o vídeo e é claro k sabem k vcs n iam acreditar k ele fosse real. Vejam antes cm um spot web sem custos de produção e ainda com um enredo (k de luxo n tem nd, mas k tem td p surtir o efeito desejado: tds sabemos k vem aí um novo produto ou n sabemos?).

    A Vodafone sabia que:
    1. Ninguém ia entrar assim no edificio (com ou sem o cartão de um ex-colaborador), nem eles iriam incitar a isso através deste exemplo.. teriam sempre de fazer algo k deixasse essa dúvida.
    2. Claro k era demasiada coincidência encontrar logo e apenas o tão falado “CD tesouro” e n são eles k iam axar k isso era super normal qd pensaram na campanha, né? Eles, k são especialistas em prever akilo k tds nós vamos pensar e cm vamos reagir a determinadas acções..😛
    3. Claro k tb é estranho serem tds apanhados menos o k tinha o “tesouro”.. e é obvio k a Vodafone sabe isso tb, mas provavelmente precisavam de um final com mta acção e k inviabilizasse ainda mais uma “falsa intenção de verdade” k na realidade, acreditem, pretendia ser vista cm mentira.

    A verdade é k eles keriam k vcs duvidassem.
    N sabem k uma polémica pode durar meses e uma novidade pode ter interesse apenas durante alguns minutos? Pois é.. vcs sabem isso e eles sabem melhor k nós!😉

    Se td o k aki disse n for a realidade, acredito então, cm pessoa ligada ao Marketing e à Publicidade, k essa perspectiva deve ser explorada pelas marcas. Assumirem de uma vez esses flogs e utilizá-los desta forma controversa, é certo, mas com grande impacto nas comunidades. É apenas mais um formato de entre tantos meios publicitários a ser explorado: blogs com segredos de marcas k n passam de “passatempos” p a sua comunidade e de criar relações mais estreitas com o consumidor através da aproximação à realidade k eles próprios vivem, quer pela linguagem usada, quer pelas imagens cruas k são geradas.

    Bjs a tds. Vou passando mais vezes!😉

    **

  2. selam herkeze türk olanınız varmı aranızda

  1. 1 Anatomia de um Flog II « PubADdict

    […] Mar 20, 2007 in Blogs Voltando ao tema do “Segredo Vodafone”, vou tentar terminar com este post o meu périplo pelo tema. […]

  2. 2 Memória Virtual | Blogosfera em 2007 (III)

    […] YouTube. Esta iniciativa seria comentada e criticada em artigos publicados no Marketing de Busca, PubADdict e Litux […]




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s



%d bloggers like this: