Arquivo de Junho, 2006

Clipping 22.06.06

Second Life: Not a Game, but a Co-Creative Business – Karl Long in Marketing Profs Daily Fix

A Coming Attraction: Movies on iTunes – Laura M. Holson & Eduardo Porter in New York Times

Google Experiments with Pay-Per-Action Ads – Erick Schonfeld in Business2Blog

Open Source Blogging

Steve Rubel abriu a possibilidade de os leitores do seu blog contribuirem para uma das suas crónicas semanais na AdAge. O tema foca a possibilidade da tecnologia BitTorrent se tornar um canal de distribuição para a indústria do entretenimento. Aqui os vosso escriba contribuiu com umas ideias e teve direito a menção no texto, mesmo com gralha no nome! 🙂

Pedro Bidarra, vice-presidente da BBDO, dá uma interessaante entrevista no suplemento Dia D, que sai à segunda-feira com o jornal ‘Público’. Entre considerações acerca do mercado da publicidade em Portugal, Pedro Bidarra aborda o tema da promoção da Marca Portugal, dado que a BBDO o concurso do ICEP.

A ideia da BBDO passa por uma mudança na apresentação geográfica de Portugal, abandonando o estigma de país do Sul para nos assumirmos como o Oeste da Europa. O objectivo passa sobretudo por melhorar a comunicação de Portugal e dos Portugueses para o exterior abandonando a ideia de país atrasado, de brandos costumes; enfim, largando a imagem de ‘saloice’ que temos por essa Europa fora.

De facto assumirmos que somos a ponta Oeste da Europa parece ter, quer em termos de imagem quer em termos turísticos, maiores vantagens estratégicos do que insistirmos em pertencer a um Sul que, queiramos ou não, é estigmatizado no resto do continente. Obviamente que isso por si não irá alterar em muito a imagem dos Portugueses, até porque para isso era necessário alterara questões culturais e sociais que estão claramente fora do alcance da BBDO. Não nos podemos esquecer que Portugal foi/é um país exportador de mão-de-obra barata e não qualificada, e que os nossos quadros superiores que emigram sentem-se forçados, por vergonha ou por pressões, a omitir a sua proveniência. Isso apenas mudará quando for possível assumir-se como português sem cair no estereótipo de sermos indivíduos ‘montados em jumentos, vestidos de preto e a puxar carroças’, nas palavras de Pedro Bidarra; um estereótipo que parte sobretudo das vagas de emigrantes com origens nas zonas rurais do interior, que forçosamente pelas diversas condicionantes tratam-se de pessoas não qualificadas em termos laborais. A aposta aqui terá de ser direccionada para os próprios Portugueses e não para um target internacional, e não me parece que a BBDO, ou outra empresa publicitária, tenha grandes possibilidades de actuar.

A outra proposta da BBDO passa pela alteração da bandeira nacional, abandonando a inestética versão actual, que Bidarra refere como similar à de ‘quase todas as nações africanas, o que remete Portugal para um sul miserabilista’. A proposta da BBDO passa pela colocação da esfera armilar sobre um fundo azul turquesa, que remeta para a ideia de mar; não só pela extensão da nossa costa marítima, mas também pela tradição lusitana de navegação. Ora, aqui é que Pedro Bidarra pode, como se costuma dizer, ‘tirar o cavalinho da chuva’!

Sejamos francos, a bandeira nacional é um símbolo de soberania, mas é sobretudo um símbolo de identidade e de representação social do país. A possibilidade de ser alterada com vista a argumentos puramente comerciais é insustentável; até porque o ‘saloismo’ (que tem aspectos negativos, mas também positivos) que gira em torno de toda esta euforia das bandeiras com a selecção portuguesa, prova que tal dificilmente será aceite. 

Concordo com a ideia de se alterar a bandeira, embora seja da opinião que a única solução possível seja um regresso às cores nacionais: o azul e o branco (ou vice-versa), que ainda hoje se mantém na bandeira dos Açores. Não esqueçamos que o abandonar destas cores na bandeira prendeu-se com um corte ideológico e político com a monarquia, uma substituição de símbolos. O retornar às ‘cores naturais’ do país, desprovido de qualquer sentimento de restauro monárquico, alcançaria o efeito pretendido pela BBDO sem corresponder a um corte com o passado; seria pelo contrário um regresso ao passado de inovação e empreendorismo que marcou Portugal na época dos descobrimentos. Obviamente que as armas reais seriam substituídas pela esfera armilar!

Mas como já disse, ‘not going to happen’!

Tags Technorati: ,

Tags Destakes: Marketing, Portugal 

O crescente domínio do Google online tem vindo a criar cada vez mais clivagens entre esta empresa e outros gigantes da web. Tanto Yahoo! como o eBay têm nas ferramentas Google concorrentes de respeito que ameaçam 'retirar-lhes' a sua parte de internautas. A forma encontrada por ambas as companhias foi a de lançarem ofensivas contra a marca 'G', quer a nível individual, quer através de parcerias.

Recentemente Yahoo! e eBay estabeleceram uma parceria entre si com o site de leilões a permitir o acesso aos seus anúncios de pesquisa à Yahoo!. A ideia claro é fazer frente aos anúncios Google que ganham claramente à versão de anúncios da Yahoo!. Mas a ofensiva do eBay não ficou por aqui, e recentemente foi lançado o programa AdContext, que funcionará um pouco como o AdSense da Google colocando anúncios de leilões eBay relacionados com os termos de pesquisa. A grande diferença entre ambos, é que o AdContext efectuará o seu pagamento não por cada click, mas sim por cada ligação que levar a uma oferta ou a uma compra; em contrapartida o ganho do site intermediário será superiro.

O Google por sua vez lançará a sua contra-ofensiva no final do corrente mês, quando sair a público o GBuy, um programa de pagamento online que avaliza os potenciais vendedores dando uma maior sensação de segurança ao consumidor. De momento, pouco mais se sabe acerca deste lançamento e do possível impacto que terá no mercado de transacções online. Mas a 'guerra' parece ter entrado numa espiral crescente de conflito entre as duas companhias que não parecem dispostas a fazer prisioneiros!

Tags Technorati: , , ,

Tags Destakes: Publicidade, Google, Yahoo!, eBay

Clipping 18.06.06

BlueLithium Launches Behaviorally Targeted Video Ad Networkin Marketing Profs Daily Fix

The New Cybersquatters – Erick Schonfeld in Business2Blog

Marketing As a Key Driver of Business Growth – Eric Kintz in Marketing Profs Daily Fix

When is the Best Time and Day to Post on Your Blog? – Lorelle VanFossen in Lorelle On WordPress

Google Launches Government Search Sitein Marketing Vox

O Google finalmente desenvolveu a tão desejada possibilidade de precisar a data a que os anúncios do AdWords deverão passar. Desta forma, o gigante da Internet permite aos seus clientes direccionar de forma mais específica os seus anúncios. Agora será possível a qualquer anunciante, embora exija algum grau de conhecimento informático, definir os ciclos de passagem dos seus anúncios. Mais um ponto a favor do Google…

Tags Technorati: , ,

Tags Destakes: Publicidade, Google, AdWords

Clipping 16.06.06

eBay to Test Advertisin Auctions on Other Sites – Eric Auchard in Yahoo!News

MySpace to Solicit Bids for Search from Big Threein MarketingVox

Where's the Blogging Party? – Mack Collier in Marketing Profs Daily Fix

AOL to Turn Netscape Site Into a Newspaper of Sorts – Saul Hansell in New York Times